Embalagens trasparentes numa base reflexiva é um inferno. Quanto menos luz se usa melhor, é só lembrar que a luz reflete no mesmo ângulo que ela incide, por isso optou por um box-trans de 2mx2m que no fundo é uma grande superfície branca que ilumina bem e dá um reflexo uniforme. E por ser grande em relação aos produtos não correu o risco do reflexo não incidir por toda a embalagem.
Para levantar a luz e marcar melhor o contorno das embalagens, usou papel metier pois as imperfeições do isopor aparecem nos reflexos.
Eventualmente também usou um dedolight 150w para realçar a marca de um dos perfumes que não estava dando contraste, mas nesses casos usou um filtro star 16 para disfarçar o reflexo, uma vez que seu efeito (brilho estrelado) estava no briefing.
Tinha que fazer takes bem fechados, e como a macro mais poderosa a disposição na locadora era uma 120mm T2, optou pela Canon 7D ao invés da 5D MarkII pois como seu sensor é menor a lente fecha mais o quadro. O Fator de crop da 7D é de 1.6x então nela a 120mm equivale a uma 192mm na 5D.
Retirado do site do Rodrigo Tavares.

Cliente: AVON
Direção: Andréa Pasquini
Produção: Estação 8
Direção de Fotografia: Rodrigo Tavares
Chefe Elétrico: Gaúcho

Avon Superbonita

Avon Fashion

[ratings]