Os valores das tabelas de Programas Para TV e Conteúdos Audiovisuais Para Internet abaixo referente aos anos 2014/15, foram obtidos no site do Sindcine.
Este ano o reajuste foi de 6,30%

AVISO PRÉVIO PROPORCIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO
Na rescisão de contrato de trabalho, sem justa causa, será pago na forma disposta na
Lei nº 12.506/2011

JORNADA DE TRABALHO
As horas extras diárias serão remuneradas com o adicional de 75% (setenta e cinco por cento), incidindo o acréscimo sobre a hora normal, desde que não tenham sido incluídas no Banco de Horas abaixo discriminado.

ADICIONAL NOTURNO
O empregado que exercer sua atividade profissional, inclusive na realização de filmagens, no período compreendido entre 22h00 do primeiro dia até as 05h00 do dia subseqüente, terá direito à remuneração acrescida em 20% (vinte por cento).

Os valores estão sujeitos a mudanças sem prévio aviso, com o que é aconselhável contactar o Sindcine previamente para verificar a validade da presente tabela de honorários.
O Sindcine é o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal.
ATENÇÃO: As tabelas de piso são referentes a 6 horas diárias quando às filmagens forem realizadas em estúdio e de 8 horas diárias quando as filmagens forem realizadas em ambiente externo.
[ahm-wp-tabular id=10769 template=grey]

41 COMENTÁRIOS

  1. Não entendi o porque das diferenças de 'unidade' (diária, semana, filme)!? Inclusive porque se for feito as devidas contas (divisão), os valores para unidades maiores perdem feio para qualquer diária. Creio que será preciso rever esses cálculos. Não tou acreditando no que estou vendo(!). Sorry.

  2. Galera, é tão difícil entender que é só uma tabela de referencia? Ou seja, isso é piso!!!
    Cada um negocia seu preço como quiser, ora… Agora, se você vai aceitar trabalhar por menos que isso, aí sim é que é "ridículo", "bosta", "piada" ou o termo que melhor (pior) convir. O importante é você saber que não DEVE trabalhar por menos do que isto, do contrário, está "queimando" o mercado e ridicularizando os seus colegas e, pior que isto, abrindo brecha para ser explorado por produtores.

  3. Sim, Marcelo Di Márcio, mas o problema é que de radialistas também não bate com as atividades e características de eventos sociais. Hoje é muito comum o editor ser cinegrafista também, onde trabalho 8 horas por dia e a noite e finais de semana estão gravando. Precisamos regulamentar tudo isso. Ainda existe os freelances, pra ajudar a bagunçar ainda mais. O outro lado são os eventos que são cancelados sem nenhuma justificativa, dias ou semanas antes. O freelance que pega as fotos e video e publica no seu site pessoal. O tempo de guarda do material, que hoje segue a lei de direitos autorais ridícula, entre muitas outras coisas.

  4. Bom é ridícula essa tabela que coloca o assist de elétrica ganhando mais que um fotógrafo na semana… Na verdade essa tabela toda e uma vergonha impraticável para profissionais gabaritados… Como que um diretor de cena pode ganhar $1.700 por filme?? Que às vezes demora 1 semana… Por isso ninguém leva a sério mesmo sendo conteúdo… O trabalho e o mesmo… Francamente