Sem duvida um excelente trabalho de equipe comandada pelo diretor Tiago Alves. Uma autentica aula, por isso aconselho a ver tambem o making of.
Recentemente questionei o Tiago sobre este curta metragem “El Matador“, como surgiu a ideia de pegar uma anedota e a transformar num filme.
“Vou começar contando um pouco de como surgiu a ideia de fazer o curta.
No final de 2008 eu fui convidado pra dirigir um curta em um projeto de uma produtora de BH pra divulgar a nova câmera, a RED. Eles convidaram 8 diretores. O projeto tinha uma condição. Todos teriam uma diária para rodar e teriam que filmar na mesma locação (uma velha casa que seria reformada pra nova sede da produtora) Rodei o “Dona Clotilde” . Como todo mundo do mercado queria conhecer a RED tínhamos um monte de profissionais de primeira envolvidos em um projeto 0800. A experiência foi tão boa e prazerosa que comecei a pensar em novos projetos que eu conseguisse viabilizar a baixo custo, sem depender de nenhuma lei de incentivo, mas que tivesse todo o cuidado cinematográfico necessário. Comecei a pensar em alguns roteiros, mas sempre que eu apresentava pra algum produtor, sempre acabava com um orçamento minimo de mais de 20 mil reais ou um número de diárias muito grande. Cheguei a conclusão que a única maneira de filmar, seria algo bem sintético. Uma piada. Dai surgiu a ideia de filmar o El Matador. Uma adaptação de uma das piadas mais contadas na net e com inúmeras versões em várias línguas.
Depois de decidido, fiquei mais de um ano tentando convencer uma equipe minima inicial a levar o projeto comigo. Consegui a colaboração de alguns amigos e parceiros produtores e levamos o projeto adiante. A partir dai foi fácil juntar uma equipe dos melhores profissionais do mercado publicitário de BH, além do apoio da Boris, locadora de equipamentos e da Cine Video BH com luz e maquinaria. Além disso tive a colaboração de toda equipe com seu trabalho primordial, participando do projeto por prazer. O elenco escolhido também foi convidado a dedo e abraçou o projeto de imediato. Como era um trabalho “voluntário” da equipe e do elenco, não podia ser demorado, e todo o filme foi feito em uma única diária (+-14 horas) de intenso trabalho, mas muito divertido.” Afirmou Tiago Alves

Créditos:
Direção: Tiago Alves
Direção de fotografia: Roberto Saúde
Direção de Arte: Renata Martins
Direção de Produção: Alexandre Martins
Coordenação de produção: Silvia Dias
Produção: Henrique Cunha
Trilha Sonora Original: Marcos Frederico
Som direto: Gustavo Fioravante

Camera: Canon 5D mark II
Lentes:
– Zeiss 18mm
– Zeiss 25mm
– Zeiss 35mm
– Zeiss 50mm
– Zeiss 85mm
– Nikon 80-200mm
Luz: HMI 1200W e575W, HMI 200W á bateria, Fresnel 1000W e 650W, Mini Brute e Rebatedores Espelho


Para ver mais informações e fotos do making of entre no site do filme”El Matador
Making of:

Filme:

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá!

    Parabens pelo site, faz um tempo que acompanho diariamente mas nunca havia comentado 🙂

    Quanto ao vídeo, gostaria de parabenizar os realizadores. Essa fotografia ficou de primeira.

    Aproveito o tema ‘piada filmada’ e deixo minha contrbuição: http://www.youtube.com/watch?v=jqRnY_wPykg

    Fiz essa com minha 60D + lente 18-55 Kit; Fujinon 28mm 2.8 e Canon 50m 1.8.

    Orçamento: 0
    Som: Lapela Le Son direto na câmera com AGC Off.
    Iluminação: Sol pro chroma e 1 lâmpada fluorescente 85W nas internas.

    A primeira cena é toda em chrom-key, pois queria testar meus estudos de composição em after.

    Um abraço!