O diretor Guto Aeraphe está com o site do “Filme Heróis” online. Lá encontrarão todas as informações sobre este extraordinário projeto e informações sobre a web-serie.

A Batalha de Montese foi travada ao final da Segunda Guerra Mundial, de 14 a 15 de abril de 1945, em território italiano, tendo como combatentes, de um lado, a Força Expedicionária Brasileira, e do outro, as tropas alemãs. O município de Montese ocupa uma vasta área de colinas que faz fronteira com as Províncias de Modena e Bolonha. Possuí numerosos rios, uma rica vegetação, bosques e castanhais antigos que rodeiam os povoados medievais. Era considerada uma região de difícil acesso devido às fortificações alemãs construídas ao longo da Linha Gótica.

As tropas alemãs encontravam-se na posse da região de Montese, em posição dominante sobre uma extensa área de colinas, tendo como fronteiras as Províncias de Modena e Bolonha. A conquista de Montese( cidade) era o principal objetivo da 2ª Cia. do 1º Btl/11º RI. Tinha sido planejada para ser executada em duas fases: 1ª Fase: Missão secundária- Teria início as 09:00 hs com o ataque de dois pelotões a dois postos avançados do inimigo. Conforme previsto no planejamento os dois pelotões atacaram os objetivos, com forte reação do inimigo. O 1º Pelotão foi detido pelo forte fogo inimigo, conseguindo conquistar o objetivo algumas horas depois. O 2ª Pelotão foi detido em um campo minado sento castigado pela concentração do fogo de artilharia . Neste ataque, seu comandante foi atingido mortalmente na cabeça. Devido a estes contratempos o objetivo definido para o 2º Pelotão não foi atingido 2ª Fase : Ataque Principal a cidade – Com início às 12:00, também com dois pelotões. Às 11:45, o comandante confirmou a operação, considerado como hora “H” para o ataque principal.

Na hora definida o 1º Pelotão atacou o cume, após vencido 1/3 do percurso, foi atingido por intenso fogo de artilharia (barragem), que acabou cortando o fio do telefone em vários pontos, dificultando o contato em as equipes. Somados a isto alguns soldados foram atingidos. Superados estes contratempos o pelotão atingiu o topo das elevações de Montese, porém, tinha perdido o contato com a companhia, devido ao corte dos fios do telefone. O rádio, devido à distância e as ondulações do terreno, também deixara de funcionar. A seguir o cume foi atingido por pesado bombardeiro aliado, visando desalojar os alemães que ainda permaneciam nas casamatas e trincheiras. Após o bombardeiro os pelotões atacaram visando consolidar a posição. A reação foi pequena por parte dos alemães que foram abatidos e capturados. O 2º Grupo de Combate, logo após juntar-se ao 1º, foi empregado para dominar resistências que hostilizavam nosso flanco direito. Colocado em situação favorável e atirando de curta distância sobre um abrigo onde havia sido localizada uma metralhadora inimiga, após alguns ataques a posição foi conquistada.

Ao cair na noite do dia 14 de abril, as posições na encosta da cidade estavam consolidadas, ficando um saldo de alguns alemães mortos e oito prisioneiros, do lado da FEB houve um morto e três feridos. Embora com as posições consolidadas, à noite, os alemães desencadearam um forte bombardeiro de artilharia com cerca de 2.800 tiros. Na manhã do dia 15, ainda com a artilharia alemã castigando a cidades, as tropas brasileiras ultimaram a limpeza da cidade. Com um saldo de oito Alemães feitos prisioneiros, do lado Brasileiro, quatro baixas, sendo um morto e três feridos. A conquista de Montese repercutiu favoravelmente nos altos escalões e mereceu elogios do Comando Americano, pela bravura e coragem com que a FEB encarou o desafio. A conquista de Montese marcou significativamente o início da Ofensiva da Primavera. Somadas às vitórias obtidas pelos Aliados em Vergato, Tole, Monte Mosca, Monte Pero, Monte Sole, Monterumici e Monte Adone, essa façanha militar brasileira contribuiu, decisivamente, para o completo desmantelamento do dispositivo alemão e o fim da II Guerra Mundial menos de um mês mais tarde. Este tipo de combate era até então desconhecido para os brasileiros: o tão temido combate urbano. A Conquista de Montese teve grande importância na ruptura da Linha Gótica e afirmando a coragem e a competência, para os até então céticos Americanos. Posteriormente, o município de Montese, liberto e agradecido às tropas vencedoras, homenageou as tropas brasileiras batizando uma de suas praças com o nome “Piazza Brasile”. Ainda hoje é possível encontrar ruínas de posições alemãs na região.