Excelente curta metragem feito em Minas Gerais para trabalho de conclusão da pós em TV, Cinema e Mídias Digitais Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF.

Expresso Universitário, conta a história de um jovem estudante que se aventura nas cidades históricas de Minas Gerais. Com humor, aventura e diversão, os personagens nos convidam a entrar em cena e descobrir lugares fantásticos da cultura Mineira.

Este trabalho foi-me enviado pelo diretor de fotografia Eduardo Yed, o qual eu parabenizo pelo excelente trabalho.
Segue as informações que me enviou sobre trabalhar com uma Canon T2i

“A ISO utilizada pela T2i foi o que mais surpreendeu. Temos uma cena no filme onde o personagem é convidado para uma festa em uma república, a festa é em um ambiente de boate. O resultado comparado da Sony e da T2i foi humilhante para a Sony. Enquanto a Ex-1 granulava a qualquer sinal de gain a T2i fez imagens limpas até ISO 800 com abertura de 1.8 na lente de 50mm. Não que a Ex1 seja uma camera ruim, pelo contrário, gosto muito dela, mas fiquei muito feliz com a minha compra de 2010 a canon T2i. Usei um cartão de 32GB na t2i o que foi o suficiente para quase todo o curta que foi gravado em 2 finais de semana. Outra coisa interessante foi que editamos no premiere e tratamos no after, tivemos que ajudar beeem a EX1 a chegar nas cores da T2i, pois mesmo com o branco regulado perfeitamente nas 2 a canon conseguiu cores melhores e uma imagem menos chapada. Uma boa dica pra quem não tem um computador legal para editar os enosmes h264 gerados pela T2i é usar o Adobe Premiere CS5 que tem a opção de preview em half ou third resolution. Ao fim acabamos usando a Sony mais como um meio de captação de áudio, pois a camera possui 2 entradas XLR, medidor de volume, controle de gain e retorno P2. O contra da T2i no filme foi a bateria, que durava proximo a 2 horas de correria no set.”

Câmeras :
* Canon T2i
* Sony PWM-EX1
Lentes:
* Canon Kit 18-55mm
* Canon 50mm 1.8
Edição Premiere Pro CS5

Roteiro e Direção: Pedro Caetano
Direção de Fotografia e Montagem: Eduardo Yep
Produção: Priscila Pinheiro e Tânia Lobo
Cinegrafista II e som direto: Daniel Hastereinter
Elenco: Rodrigo Almeida, Kevin Tanure, Raquel Fonseca, Fernando Xim e Prisicila Pinheiro

Figuração: Isabella Sales e Tiago Marques.

Colaboração: República Kazona e República Penitenciária

Apoio Cultural: Stilo Turismo

Trabalho de conclusão da pós em TV, Cinema e Mídias Digitais
Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF
Professor Orientador: Eduardo Leão

Curta:

Making of 1:

Making of 2:

9 COMENTÁRIOS

  1. Então, eu usei um quadcore com 4gb pra editar com o premiere CS5, dentro do premiere eu coloquei o preview em Half resolution e assim rodou tranquilo. Mas existem mesmo meios de conversão que funcionam bem melhor, foi uma questão de workflow de guerrilha heheheh.

    Obrigado pela matéria!!! Muito legal!
    : )

  2. Sempre vejo o pessoal falando em conversão de arquivos para edição. Já editei um show filmado com 4 câmeras 7D, todos em arquivos nativos h264, e não tive nenhum problema. Uso um iMac core2duo, que não é lá grande coisa hoje em dia, e o Premiere CS5. Na verdade, quando usava o CS4 no PC não conseguia editar, precisava de conversão.. e era um pc com ótima configuração. Então acredito que a linha CS5 esteja muito bem preparada para trabalhar com esse tipo de arquivo. Ou seria o Mac?

  3. Que coincidência. Voltei esses dias de Ouro Preto onde fui passar o final de semana e….testar minha câmera Canon T2i. O curta é muito bom de assistir, leve, divertido, os 23 minutos passam tranquilos.

    Também estou em dúvida quanto a editar os arquivos da T2i em full HD. Tenho o Premiere CS3 em um PC, e o arquivo até abre, mas não roda muito bem. Achei aqui mesmo neste site um programa chamado Squared 5, que converte os arquivos, mas gostaria de mais informações. Qual a melhor setagem do programa para converder para AVI? Alguém já fez esta conversão? Converte-se para 720 x 480 ou deixa em 1920 x 1080 mesmo?

    Abraço.

    João

  4. * Obrigado Osho! Pelas dicas “construtivas”! Afinal é assim que andamos para frente! ; )

    Galera, eu editei no CS5, coloquei o preview em Half Resolution e foi tranquilo em um QuadCore com 4GB.
    Já ouvi falar de gente que converte pra editar que é mais tranquilo, mas na minha opinião é retrabalho. Claro que para projetos maiores e que não precisem de resolução HD é uma solução legal.