Segundo Bloomberg, o mais famoso canal de noticias econômicas, a Sony arquivou novos recursos que tinha planejado para as novas câmeras mirrorless a serem lançadas este ano. O problema se deve ao fornecimento restrito de memorias DRAM. Essas memorias são importantes porque são soldadas diretamente na parte traseira do sensor, facilitando velocidades de leitura muito rápidas e possibilitando a gravação 8K e 4k a 120p.

A Sony já tinha alertado que o atual surto de coronavírus poderia afetar “enormemente” a “cadeia de suprimentos de produção e vendas dos sensores de imagem e negócios de eletrônicos”.