Um casal, ela britânica ele australiano, deixaram seus empregos para criarem um canal de viagens onde o objetivo era mostrar que não existem países perigosos, mas acabaram presos em uma cela no Irã.
O Casal está agora enfrentando até dez anos de prisão depois de serem pegos, em julho, operando o drone sem permissão em Teerã. Eles afirmam não ter conhecimento das rígidas políticas de operação de drones do país.

Alem disso estão sendo ridicularizados no youtube e instagram por tentarem provar que o país é seguro, alguns publicados do Irã criticam o casal por terem um “complexo de salvadores brancos” e dizem que estavam “pedindo problemas”.

Vários comentários vindos do Irã escreveram:
– “O Irã tem todo o direito de prender qualquer pessoa que violar a lei, particularmente que põe em risco seus interesses.
– “Se ela fizer isso em Israel, EUA, ela poderia ter sido estuprada e morta e ninguém teria rastro dela”.
– “Você está apenas pedindo problemas. Eles sabiam muito bem que isso era ilegal e ainda escolheram ser os típicos ‘turistas brancos que quebram as regras’ … bem, agora você enfrenta as consequências”.
– “Ser preso no Irã. Qualquer coisa pela grama … Você pode postar um vídeo de sua prisão?
– “Se você não respeitar a lei, será preso em qualquer parte civilizada do mundo. Não voe drones sem permissão e licença, principalmente na região militar. O IRGC fez um bom trabalho”.

Os comentários contra o casal também vieram de pessoas de outros países, incluindo alguém que escreveu: “O complexo do salvador branco em ação”.