Este curta metragem americano adaptado e dirigido por Ross Ching, ficou excelente. Foi um trabalho bem completo com uma pré-produção bem elaborada, assim como os efeitos especiais.
A idéia de fazer este filme surgiu de um conto chamado ” The Most Dangerous Game “. Ross Ching adaptou-o quando estava na escola de cinema, mas na altura não tinha muitas pessoas para o ajudar a produzir. Atualmente vivendo em Los Angeles e trabalhando na área à alguns anos, teve chances de fazer novos amigos e tirar proveito dos seu talentos profissionais.
De inicio Ross Ching e os produtores George Wang e Don Le pensaram em fazer alguma coisa com dança mas com o avançar do projeto perceberam que não era viável. Foi ai que decidiram fazerele fez o “3 Minutos”.
De inicio tinham planejado filmar na linha férrea no centro de Los Angeles, mas por causa da segurança, decidiram se mudar para um estaleiro de granito. Mas antes ele fez planta (foto) do posicionamento das câmeras.
Filmaram tudo em um dia, 12 horas de sol a sol. Conseguiram a ajuda de um Gladiador Americano para a coreografia da luta.

Câmeras: Canon 5D mark II e 7D

Atores: Harry Shum, Jr. Harry, Hunter #1
Stephen ‘tWitch’ Boss Steve, Hunter #2
Thaine Allison Old Man
Katrina Law Katrina, Hunter #3
Nick Acosta Dead Hunter

Produtores: George Wang & Le Don
Diretor de Fotografia: Fu Nathaniel
1 AD: Danny Não
Editor e adaptação: Ross Ching
Música de: Dateh Paulo
Supervisor VFX: David Adametz
O coordenador de dublês Wuku Xin
Stunts (Add’l) malaio
Efeitos Especiais: Modeler David Nicholson
Operador de som: Dahl Lee Evan
Som: Add’l Paolo Ongkeko
Sound Design: David Adametz
Estilista: Roxy Flores
Maquiagem: Jennifer Luna
Cabelo Starkweather Danielle
Fotógrafo Stills: Nick Acosta
BTS Add’l Orellana Giordanny
Craft: Zaw Adrian, Nguyen Tiffany

COMPARTILHAR
Premiado Diretor de Fotografia e filmmaker que vive em Bauru, São Paulo Estudou cinema na New York Film Academy; AIC Academia Internacional de Cinema de São Paulo. Fez Direção de Fotografia de diversos Longas Metragens e Documentários que foram exibidos na TV e participaram em festivais nacionais como Festival de Brasilia, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival de Gramado, É tudo Verdade e festivais internacionais como: Festival Internacional Fronteiras, Festival de Cinema Los Angeles, Festival Internacional Del Nuevo Cine Latino-Americano Havana/Cuba, Cineteca Nacional do México, Festival FILMAR (Genebra/ Suíça ), Festin em Lisboa/Portugal. Destaque para o filme "Fome" que entrou em cartaz em 2016 em 10 cidades em 7 estados.

2 COMENTÁRIOS

  1. Achei legal mas pra quem trabalha com after, pelo menos eu, acho esse efeito do sabre de luz meio obsoleto…
    Um cara de mora em los angeles e etc, com uma serie de amigos que manjam de efeitos especiais poderia ter bolado alguma coisa melhor.. Mas o roteiro em si é interessante, acho que a trilha pecou um pouco tbm..