Documentário independente realizado pela produtora ETNO Filmes. Na equipe da Etno estava presento o antropólogo Ticiano Jalos, que deu apoio no roteiro e realizou as entrevistas.
O curta-metragem demonstra os danos causados pelo vazamento de óleo em fevereiro de 2001, ocasionado pela Petrobras, na baía de Paranaguá. E a esperança dos pescadores das comunidades em receber o restante da indenização.
Foram quatro dias de gravação no Paraná, pelas cidades de Antonina, Curitiba, Paranaguá e Gaguaraqueçaba. Percorrendo as comunidades pesqueiras da região. A edição foi feita em oito dias.

Diretor e Produtor – Vinicius Ferreira
Fotografia – Eduardo Macarios
Roteiro – Ticiano Jalos e Vinicius Ferreira
Edição – Vinicius Ferreira

Camera: Canon 7D
Lentes:
– Canon 18-135 f3.5/4.5
– Canon 50 f1.8
– Canon 24-70 f2.8
– Canon 16-35 f2.8.
Edição: Adobe Premiere CS5
Captação de audio: Zoom H1


COMPARTILHAR
Premiado Diretor de Fotografia e filmmaker que vive em Bauru, São Paulo Estudou cinema na New York Film Academy; AIC Academia Internacional de Cinema de São Paulo. Fez Direção de Fotografia de diversos Longas Metragens e Documentários que foram exibidos na TV e participaram em festivais nacionais como Festival de Brasilia, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival de Gramado, É tudo Verdade e festivais internacionais como: Festival Internacional Fronteiras, Festival de Cinema Los Angeles, Festival Internacional Del Nuevo Cine Latino-Americano Havana/Cuba, Cineteca Nacional do México, Festival FILMAR (Genebra/ Suíça ), Festin em Lisboa/Portugal. Destaque para o filme "Fome" que entrou em cartaz em 2016 em 10 cidades em 7 estados.

3 COMENTÁRIOS

  1. Documentário feito nas coxas, um dos piores que já vi. Mal editado, erros de foco e white balance, sonorização cadela, não tem fotos nem arquivo do ocorrido, a maioria das imagens parecem repetidas, me impressiona a tal quantidade de pessoas pra fazer um video desses. As dslr só melhoraram a qualidade da captação mas ainda o que prevalesse é o bom senso e o profissionalismo, cada vez mais dificil de se encontrar!!