Rodrigo Tavares fez esse vídeo no início do ano mas só agora o colocou no blog.
Usou a 7D a 60fps, foi a sua primeira experiência com o problema do skipping line sensor, ou seja, para a Canon conseguir fazer vídeos com 1080p ou no caso do 60fps 720p usando toda a superfície do sensor e manter a profundidade de campo que conhecemos, ela abre mão de várias linhas do sensor para não ter que processar a imagem. Aparentemente sem prejuizos, mas é só nos depararmos com linhas definidas que notamos o problema, no caso desse trabalho, não conseguiram usar as imagens da fachada de uma igreja, a linhas da fachada que estava em plano geral ficavam flicando. A solução para minimizar esse problema é usar o 1080p (24 ou 30 fps) onde se nota menos o problema ou desfocar levemente a imagem para as linhas não ficarem tão definidas.

Câmera: Canon 7D
Cliente: 3 Corações
Produtora: Galeria Filmes
Direção: Bruno Vergueiro
Direção de Fotografia: Rodrigo Tavares


[ratings]