Vídeo produzido pelo polonês Michal Mikolajczak.

Ingredientes
* Alga marinha (nori): 2 folhas
* Arroz de sushi: 250 g
* Pepino: q.b.
* Atum: q.b.
* Salmão ou outro recheio: 4 bocados cortados em pedaços de 1/2/75 mm
* Wasabi: 1/2 colher de chá

Preparação

Corte uma folha de nori ao meio longitudinalmente. Use os dois bocados para fazer o rolo de sushi. Coloque a parte brilhante virada para a esteira. Humedeça as mãos com um pouco de tezu. Coloque uma mão-cheia de arroz sobre a folha. Distribua o arroz uniformemente pela folha de nori. Espalhe a quantidade desejada de wasabi sobre o arroz usando o indicador. Comece por um lado e distribua do meio até à outra ponta. Coloque as tiras de pepino, atum, salmão ou o ingrediente escolhido sobre o wasabi. Levante a ponta da esteira de bambú. Segure a esteira e o recheio com os dedos de ambas as mãos. Enrole a esteira e as folhas de nori sobre o recheio assegurando-se de que todos os ingredientes ficam bem comprimidos. Continue a enrolar, mas faça um pouco mais de pressão para que o arroz fique bem compacto. Repita o último passo necessário para que o arroz de todo o rolo fique bem comprimido e uniforme. Retire a esteira e coloque o rolo sobre a tábua de picar. Corte o rolo ao meio. Geralmente podem fazer-se seis bocados de um rolo. Coloque as duas metades lado a lado e corte-as em três.

Camera: Nikon D90
Lentes:
* Nikkor 50mm f1,8
* Sigma 17-70mm f2,8-4,5

6 COMENTÁRIOS

  1. Renato boa tarde , o objetivo não é so ver lindas imagens (e falo para todos os vídeos) nem trabalhos perfeitos, este é um dos poucos vídeos feitos com Nikon D90, camera que ainda hoje se vende muito e foi a pioneira na gravação de vídeos.
    A falta de qualidade de alguns vídeos que acabo postando aqui é tambem para quem o fez perceba onde errou , porque não vai ser a mãe ou pai que lhe vai dizer o que está mal, ou mesmo os clientes que só por verem o trabalho com o foco já acham lindo. Podemos ver esses maus ou medianos trabalhos da seguinte forma, criticar duramente sem dar dicas; criticar e dizer onde errou, ou então ficar feliz por saber que há espaço para todos, pois há profissionais estão ganhando dinheiro realizando maus trabalhos.

    Abraço,
    Helder