Empresa paulistana terá orçamento de R$ 25 milhões e estará vinculada à Secretaria Municipal da Cultura

A Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo (SP Cine) está prestes a sair do papel. A estrutura da agência da prefeitura voltada ao fomento do mercado audiovisual da cidade será semelhante ao da RioFilme. A solenidade que apresentará a SP Cine está prevista para quinta-feira 31.
A empresa paulistana estará vinculada à Secretaria Municipal da Cultura e contará com orçamento de R$ 25 milhões destinados pela prefeitura, com possibilidade de investimento da iniciativa privada.
A SP Cine deve entrar em vigor já nos primeiros dias de 2014, dependendo da aprovação de um projeto de lei encaminhado pelo prefeito Fernando ­Haddad à Câmara Municipal, que votará a pauta em dois turnos. A empresa absorverá a São Paulo City Film Commission, fundada em 2007. O órgão deverá ainda promover eventos de ativação do setor e cursos de capacitação.
A expectativa da empresa é atrair mais produções de cinema para a capital paulista. Segundo a Agência Nacional do Cinema (Ancine), foram lançados, em 2011, 32 filmes rodados em São Paulo e 43 no Rio de Janeiro.
Fonte: Meioemensagem