Em entrevista ao LABS, Ken Huang, chefe da AliExpress na América Latina, disse que a empresa fechou um contrato para dois vôos semanais entre China e Brasil e Chile com a companhia aérea de cargas Atlas Air. A medida, segundo o executivo, tem como objetivo garantir o prazo de entrega das encomendas apesar dos reveses da pandemia do COVID-19.

Os voos estão sendo fretados por uma parceria entre a filial de logística do grupo Alibaba, chamada Cainiao, e a intermediária de logística Sinotrans. Segundo o portal especializado Air Cargo World, o primeiro voo frete da Cainiao para a América Latina chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, na região de São Paulo, no dia 6 de junho.

Apesar de não enfrentar restrições para entrar nos mercados latino-americanos, o tráfego de cargas foi indiretamente afetada pela drástica redução no transporte de passageiros. Isso aconteceu porque as encomendas feitas em site de comércio eletrônico internacionais geralmente são transportadas no andar inferior das aeronaves que transportam passageiros.

Em maio, o AliExpress, em parceria com a Cainiao anunciou a opção de entrega AliExpress Premium Shipping, que reduz o prazo de 30 a 60 dias para de 22 a 28 dias a partir da data de confirmação do pagamento.

Com a opção Premium, ainda é possível rastrear o pacote e acompanhar as etapas de entrega. Na época do anúncio, a AliExpress disse que o custo de frete poderia cair até 59% com a nova opção de envio.