Recentemente falei com o Guilherme Cardoso, diretor de fotografia do clipe, sobre este seu trabalho.

A ideia deste clipe aconteceu quando ha algum tempo o Guilherme viu uma câmera dos anos 80 chamada Nishika, uma câmera que tem 4 lentes de 30mm e usa 2 frames de filme 35mm para tirar 4 fotos de 4 perspectivas diferentes e com isso fazer uma imagem 3D. Essa câmera voltou a ficar popular por ser barata e passou a ser muito usada para fazer gifs por causa da sua estética. Isso animou muito o Guilherme que pensou em aplicar essa técnica em algum vídeo, porque ainda ninguém tinha usado e a unica referencia parecida que tinha encontrado é o clipe dos Bring Me The Horizon – “Shadow Moses” que usaram duas câmeras (você pode ver aqui em baixo como esse foi feito).

Em junho, o diretor do clipe Bruno Peveralli convidou o Guilherme para fazer a direção do clipe Poc Poc.
A ideia inicial era fazer um plano sequencia pela casa mas por conta da pandemia e da produção que obrigava a ter muitas pessoas no set, o Guilherme se lembrou do projeto de vídeo tipo a câmera Nishika e sugeriu ao diretor demonstrando o efeito dizendo para ele olhar um ponto de referencia e dar um passo para o lado depois outro para ver como ficaria cada câmera e ele abraçou a ideia.

Ai veio a produção que teve uma grande ajuda do pessoal da Cinecam.
De inicio pensaram em usar 4 Blackmagic Pocket 6K so que devido ao tamanho delas, viram que não ia funcionar e decidiram usar a Canon C300 mark II com 4 lentes 16-35mm f/2.8 por causa da nitidez das lentes.
O maior desafio foi montar o sistema de foco, pois tinham de estar todos os quatro alinhados para trabalharem ao mesmo tempo. Para isso a Paloma, 1ª assistente de câmera, usou motores Tilta Nucleus M, sem fio, no mesmo canal, conectados a um follow focus Nucleus Nano que transmitiam para dois monitores no set.
O sistema completo com a Canon C300 II, lentes, follow focus e link para transmitir para dois monitores pesava 23 kg.
Como pretendiam utilizar a câmera na mão, tiveram que usar um Easyrig para distribuir o peso.

O trabalho de edição foi em alinhar as 4 câmeras na sequencia no mesmo eixo e fazer o corte conforme o ritmo.

Confira as imagens de bastidores do clilpe:

O clipe: