O último filme do diretor independente Gavin Michael Booth, “Last Call”, foi filmado em duas tomadas únicas e filmado simultaneamente em duas partes diferentes de uma cidade. Last Call, é um recurso em tempo real apresentado em tela dividida mostrando as duas pontas de uma chamada telefônica de número errado que tem o potencial de salvar uma vida. A música do filme também foi conduzida e gravada ao vivo para ser filmada.

Segundo afirmou o diretor Gavin Michael Booth  eles filmaram com um orçamento incrivelmente baixo e tiveram 10 dias para ensaiar todas as performances e aspectos técnicos do filme e depois 4 dias para filmar. O objetivo era filmar duas vezes por noite, filmaram simultaneamente lado a lado, com uma equipe de câmera com Scott e uma com Beth filmando em locais diferentes exatamente ao mesmo tempo.

Este formato de filme não é novidade, o mais antigo que me lembro é o clipe Cibo Matto das Sugar Water, dirigido pelo meu diretor preferido Michel Gondry

Clipe Cibo Matto – Sugar Water (1996)

Longa Timecode de Mike Figgis (2000) divide a imagem em 4 

Curta metragem ‘The Blind Spot/ El Punto Ciego de Álex Montoya ( 2005):